Dicas

domingo, 19 de julho de 2009

Mudez



Por
Nazarethe Fonseca
Todos os direitos reservados à autora®

Estava muda há vários dias.
Você roubou minha língua.

A paciência do meu corpo,
Dentro do seu mundo meus sentidos.

Eu não consigo falar,
Fecho-me em profundos minutos de mudez.

E minha boca passeia silenciosa por seu corpo,
Que é feito de verbo e adjetivo.
Meus dedos lêem sua poesia concreta,
Os momentos de romantismo e de palavras
Cheias de modernismo.

Minha mudez se dá por falta de argumentação.
Dentro da tua lingüística sou estrangeira e não te entendo.
Dentro dessa ignorância sabia e aguda eu silencio.
O seu mundo é cheio de sons e ecos.

Quero falar,mas você me roubou o fôlego com sua boca.
Dentro de minha mudez o mundo desaba em tempestade
E tudo é silencio pelo vidro da janela.
Passei nua e muda.
Os lençóis falam melhor, o sussurro,
O som de sua respiração.
Minha mudez só é quebrada quando
Encontro o gozo.

5 comentários:

Bruna Toledo disse...

Ahhhhhhhhh muito bom Naz.
Adoro seus éscritos *-*

Bruna Toledo disse...

**escritos...

wendyfreitas disse...

sensual. Uau!

Victor disse...

Caramba, Finalmente acessei esse blog, recebia os poemas por msgns no orkut, e um dia olhando os que salvei resolvi olhar o blog...

Estou lendo todos os poemas..
Se puder passo o dia aki.

Lord Daniel Salem, Príncipe da deusa Nyx disse...

adorei o teu blog Nazarethe^^
Estou te seguindo!

Bjs e espero ver tua visita lá no meu blog^^