Dicas

domingo, 7 de dezembro de 2008

Incompleta



Por
Nazarethe Fonseca
Todos os direitos reservados a Autora®

Na cama os lençóis falam,
Deixam fragrâncias.
Os travesseiros estão juntos, cheio de marcas.
As roupas estão no chão
A nudez na cama...
O prazer nos sentidos e os teus lábios nos meus.
Pálida, faminta, as pernas nas suas.

Quando isso começou?
Foi o beijo,ou o sussurro nos meus ouvidos?
O que importa?

Incompleta sem você,
Os lençóis estão em chamas e os travesseiros não me consolam.
Eles só são macios e tem teu cheiro.
Eu quero tudo que pode me dar.
Entre tuas pernas,
Sobre sua pele, debaixo dela.
Suave e doce.

Os lençóis...
A cama.
Obcecada por sua boca.
O tempo passa devagar quando está sobre mim.
Amando-me,dividindo comigo um pouco do homem.

Nós dois desenhando sombras com a aponta dos pés.
Cantando, sussurrando na língua dos amantes.
Seus cabelos e os meus,
Sexo e amor,
Você geme suave e eu sorrio,
Seu peito é meu travesseiro e tuas pernas...
Tuas pernas...

Os lençóis falam.
Os travesseiros são macios.
Deslizo sobre sua pele, enquanto me segura pelos cabelos.
Obedeço momentaneamente.

Estou obcecada por sua boca.
A cama desfeita,
Dedos e sussurros.
Chamo teu nome,teu cheiro,olhos fechados.

O tempo passa depressa
E o gozo é incompleto se não está comigo.

Na cama os lençóis falam,
Deixam marcas e fragrâncias.
Os travesseiros estão juntos.
Minhas roupas estão no chão
Nua na cama...
O prazer nos sentidos e os teus lábios nos meus.
Pálida, faminta... Incompleta.

2 comentários:

Bruna Toledo disse...

Nossa...
Lindo, Naz. Gritante. ADORO² gritante *-*!! hahaha

;*

Adriano Siqueira disse...

nossa... achei lindo o que escreveu nazarethe...

bjss
dri