Dicas

domingo, 5 de abril de 2009

A sonhadora.



Gosto de acreditar que tudo posso. E nada devo. É um sentimento libertário.
Que me deixa feliz por saber que não existe limite que me detenham na forma nem no espírito.

Amo a muitos e não pertenço a ninguém. O meu coração é uma casa ampla, e confortável, cheia de recantos apaixonantes e somente um único morador.

Nos beijos que dou e recebo passo um pouco de mim mesma e fico sobre sua pele.
Na sua cama ficou meu perfume e em sua mente a lembrança do prazer.
Somos um, somos dois, somos três. O desejo é somente um e o gozo se divide nos sonhos.

Como disse gosto de acreditar na mulher que se esconde dentro de mim. Uma fêmea astuta e felina. Uma criatura poderosa e consciente de sua beleza e poder.
Ela se revelou para uns poucos afortunados e se escondeu diante da mediocridade de muitos.

Nada devo e tudo desejo, dentro da liberdade que minha individualidade permite. Santa e pecadora, anjo e demônio.
Amo meus amantes como se fossem meus amigos, isso faz tudo ficar mais doce e ligeiramente pecaminoso.

Minha mente é um labirinto perigoso. Caminhos sem saídas, saídas sem retorno. No centro um jasmineiro, uma serpente, uma cama onde habito envolta só com minha nudez. Alimento-me de pétalas de rosas rubras, maçãs, ambrosia. Bebo água do orvalho. Sou doce como uma fada e dolorosa como os espinhos selvagens.
Meu guardião é um centauro e suas setas estão ao meu serviço.

Nesse mundo mítico onde minha mente parece preferiu viver, entendo tudo e não aceito nada.
Gosto de acreditar que tudo posso. E nada devo. É um sentimento libertário.
Que me deixa feliz por saber que não existe limite que me detenham na forma nem no espírito. Pois sou o que minha natureza permitiu, mulher.

4 comentários:

Keiko disse...

oi..gostaria de sabem algum email com o qual possa entrar em contato com vc e matar minha curiosidade de fã!
meu email é
natnathinha@hotmail.com!

se seu email ainda for o mesmo que tem no livro alma e sangue...acho que ja recebeu um email meu!!!

beijos!

Nazarethe Fonseca disse...

O meu e-mail continua o mesmo: nazarethemsf@ig.com.br,

Podem escrever,

Beijos Mordidos

Bruna Toledo disse...

Ai que show *-*

Mas eu nem gosto de ser mulher, me dá cada dor de cabeça!! haha

Saudades de tu mulher.

;*

Rejane Leão disse...

MARAVILHOSO!!!!

É... Dizem que ser mulher é um dom de Deus, é pertencer ao mundo dos sentimentos, amor e muita dor.