Dicas

domingo, 11 de janeiro de 2009

Caravana



Das palavras de Rapahel faço as minhas.


Porque tenho lágrimas nos olhos
que nossas mãos não estão mais juntas
que eu também tremo um pouco
porque não vou mais esperar
será que repegaremos a rota?
será que estamos proximos da noite?
será que este mundo tem a vertigem?
será que um dia seremos punidos?
será que engatinho como uma criança?
porque não tenho mais camisa
e é o bom deus que nos abraça
e é o bom deus que nos destroça
porque nada pode acontecer
já que é necessário que haja justiça
eu nasci nesta caravana
mas nós partimos.. vamos, venha
porque esta pele é a unica que tenho
que logo nossos ossos estarão ao vento
eu nasci nesta caravana
mas partimos.. vamos, venha

6 comentários:

Rafael Guerra disse...

bonita musica, todas essas perguntas nela me lembrou o post anterior sobre perguntas coloridas com respostas invisiveis...

Nazarethe Fonseca disse...

Verdade,é como se estivessemos sempre numa caravana.Sem jamais encontrar certezas,só a solidão e o amor.

Rafael Guerra disse...

e como se esses dois fatores que ditassem o rumo e velocidade...

Bruna Toledo disse...

Gente! Quase um chat!
Gostei da parte do "bom deus que nos destroça"!;*

Nazarethe Fonseca disse...

Verdade,virou chat.:)riss

Rafael Guerra disse...

bem, aproveitando o chat, Nazareth eu estava procurando umas poesias e achei uma entrevista sua para o Sombrias Escrituras... é de 2007, feita pelo Sr. Arcano.
Achei bem interessante...
link: http://www.sombriasescrituras.com.br/entrevista_nazarethe_fonseca.htm